O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


quinta-feira, 27 de março de 2014

FILME O 13o. GUERREIRO EM EVENTO NA UERJ

Durante a realização da XI Jornada de História Antiga, evento promovido pelo Núcleo de Estudos da Antiguidade (UERJ), ocorrerá uma análise do filme O 13o. guerreiro, que tem como temática o encontro entre escandinavos e muçulmanos durante a Alta Idade Média. O estudo será realizado por Cláudio Luiz da Silva, mestrando em História pela UERJ.



Uma análise da representação de vikings e muçulmanos no filme o 
13º guerreiro, Mestrando Cláudio Luiz da Silva – PPGH/UERJ,  
Mesa redonda 3: XI JORNADA DE HISTÓRIA ANTIGA/NEA-UERJ,TERÇA – FEIRA (08/04/2014),  (14h40min às 15h50min) Auditório 9031 das Pós-Graduações do IFCH, nono andar, bloco F.

Resumo:  O escritor e cortesão árabe Ahmed Ibn Fadlan escreveu em 
meados do século X um relato nomeado por ele de Risalã, no qual 
descreve suas aventuras na região do Volga, atual Bulgária. Neste texto 
registra seu encontro com escandinavos oriundos provavelmente da 
Suécia e apresenta aspectos peculiares daquela sociedade. Tal obra serviu 
de inspiração ao livro Os Devoradores de Mortos, de 1976, do 
antropólogo e escritor Michael Crichton, que posteriormente serviu de 
base ao filme O 13º Guerreiro de 1999. Nossa proposta é analisar a 
representação de vikings e árabes apresentadas no filme enfatizando 
aspectos como as atitudes perante a vida e o mundo, além de relações 
pessoais e condutas religiosas proporcionando uma breve apreciação das 
relações entre culturas tão distintas.



segunda-feira, 17 de março de 2014

NOVA EDIÇÃO DO NA: BRUXARIA E FEITIÇARIA NÓRDICA



O boletim Notícias Asgardianas em sua sexta edição apresenta um dossiê sobre o tema da bruxaria e feitiçaria no medievo escandinavo. Além dos ensaios temáticos, o boletim ainda apresenta um ensaio sobre embarcações nórdicas e diversas notícias sobre os estudos escandinavos.

LANÇAMENTO: NA 6 - BRUXARIA E FEITIÇARIA NÓRDICA:

- Mandrágora: a planta das bruxas: pg. 4
- Os gatos e a bruxaria nórdica: pg. 10
- O Pactum cum diabolo e a bruxaria nórdica: pg. 14
- Diabolismo e bruxaria na Escandinávia: pg. 19
- A bruxaria nórdica no folclore: pg. 26
- A feitiçaria na Islândia: o testemunho das sagas: pg. 33
- O bastão da feitiçaria escandinava: pg. 39
- O bastão da völva: tecendo destinos e unindo mundos: pg. 42
- Resenha: Repensando a bruxaria nórdica: pg. 47
Artigo: 
- As embarcações nórdicas parte II (embarcações guerreiras): pg. 55
Notícias do NEVE: pg. 59
Notícias de Arqueologia Escandinava: pg. 71

Para ler a nova edição, clique aqui.

sábado, 15 de março de 2014

ESTUDO BRASILEIRO SOBRE VIKINGS RECEBE NOVE CITAÇÕES INTERNACIONAIS

     

O artigo The origins of the imaginary viking, escrito por Johnni Langer e publicado no periódico Viking Heritage Magazine (n. 4, 2002, Universidade de Gotland – traduzido ao francês no livro L´ Europe des Vikings, 2004) recebeu sete citações em estudos acadêmicos do Canadá e Europa. Os estudos foram publicados entre 2007 a 2014 e consistem em artigos de revistas acadêmicas e Anais de eventos, além de capítulos de livros, a maioria sendo especializada em temas da Escandinávia Medieval.

https://www.academia.edu/390901/THE_ORIGINS_OF_THE_IMAGINARY_VIKING_VIKING_HERITAGE_4_2002_GOTLAND_UNIVERSITY_CENTRE_FOR_BALTIC_STUDIES_VISBY   

 A maioria destes estudos está disponível online:
 
1. Tara Sewell, Commom misconceptions of the medieval period in Modern American popular culture. In: Darci N. Hill (Ed.). News from the Raven: Essays from Sam Houston State University on Medieval, Cambridge Scholars Publishing, 2014, pp. 65



 


 
6. VADILLO, Mônica Ann Walker. Comic books featuring the Middle Ages. In: Itinéraires: Littérature, textes, cultures 3, 2010. (Dossiê: Médiévalisme: Modernité du Moyen Âge). Citação na página 156 e 158. Artigo integral disponível aqui. 
 
 
 


segunda-feira, 10 de março de 2014

ARTIGO EM PORTUGUÊS SOBRE MAGIA NÓRDICA É CITADO NA FINLÂNDIA

O artigo Galdr e feitiçaria nas sagas islandesas (Brathair 9, 2009, de Johnni Langer, disponível aqui) foi citado num estudo sobre o conteúdo dos manuscritos das sagas islandesas, escrito pela professora Helen Leslie da Universidade de Bergen, Noruega:


LESLIE, Helen. Younger Icelandic Manuscripts and Old Norse Studies. In: RMN Newsletter, vol. 4, 2012, Universidade de Helsinki. O artigo é citado na página 160 (nota 15) e na bibliografia da página 161 e é disponível online aqui.



terça-feira, 4 de março de 2014

ESTUDO ANALISA A RELIGIOSIDADE NÓRDICA PRÉ-CRISTÃ

Artigo - O conto de Volsi: aspectos do paganismo na Era Viking, de Johnni Langer.
RELEGENS THRESKÉIA: Estudos e pesquisas em religião (UFPR), 2(2), 2013, pp. 104-125. ISSN: 2317-3688.


RESUMO: O artigo investiga o conto islandês Völsa þáttr, datado do século XV, contendo uma narrativa sobre um suposto culto fálico numa comunidade rural da Escandinávia durante o final da Era Viking. Partindo dos pressupostos da Nova História Cultural e de uma discussão historiográfica, realizamos a pesquisa procurando 
relacionar a religiosidade desta região com problemáticas da cultura medieval. 
Palavras-chave: Era Viking; Paganismo; Idade Média; História das religiões. 



domingo, 2 de março de 2014

ARTIGO ANALISA OS MAPAS CELESTES DA ETNOASTRONOMIA NÓRDICA

Eram os vikings astrônomos? Uma revisão crítica dos mapas celestes da Etnoastronomia Escandinava, de Johnni Langer.
Anais do X Encontro Internacional dos Estudos Medievais (ABREM), 2013, pp. 27-35.

Disponível no site do PEM (seção eventos, X EIEM/Atas).Clique aqui.