O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


quinta-feira, 30 de junho de 2016

EXPOSIÇÃO DE RÉPLICAS DA ERA VIKING NO RJ

  
 Fotografia: reprodução de tesoura nórdica encontrada em Novgorod, Rússia, realizada pelo grupo Haglaz.


EXPOSIÇÃO DE OBJETOS NÓRDICOS DA ERA VIKING NO RJ

No dia 16 de Julho o grupo Haglaz estará oferecendo uma exposição de reproduções de itens históricos da Era Viking durante a Festa Medieval-RJ.
Haverá também debates sobre temas do periodo. 
 
Para conhece-los acesse a pagina: clique aqui.

FESTA MEDIEVAL DIA 16 DE JULHO DE 2016

Local: Floresta Country Club - Itanhangá - RJ
Horário: 11h às 23h.
Informações: secretaria@florestacountryclub.com.br


quarta-feira, 29 de junho de 2016

DISCIPLINA SOBRE MITOLOGIA NÓRDICA NA UFPB




DISCIPLINA OPTATIVA: MITOLOGIA NÓRDICA
Ministrantes: Prof. Dr. Johnni Langer; Ms. Pablo Miranda; Ms. Leandro Vilar Oliveira.
3 créditos. aulas de 13 de julho a 16 de novembro, quartas-feiras, de 19h as 22h.


MATRÍCULAS: Secretaria do curso de Ciências das Religiões, Centro de Educação, UFPB, pela tarde. Matrículas de 29 de junho a 03 de julho.

EMENTA
Os conceitos básicos sobre os mitos nórdicos. As fontes e as interpretações acadêmicas. Cosmogonia, cosmologia e escatologia nórdica. O panteão dos vanes e ases. Os deuses principais, suas narrativas, seus simbolismos e cultos. As deusas e seus papéis sociais. Metodologias para análises. A recepção dos mitos no mundo contemporâneo.


OBJETIVOS
Geral: A disciplina tem como objetivo básico o conhecimento dos principais parâmetros para o estudo acadêmico da mitologia escandinava, fornecendo subsídios historiográficos, teóricos e metodológicos para sua investigação. A disciplina utilizará como principais eixos o estudo das fontes escritas e iconográficas da Idade Média, dos principais temas e dos métodos para a pesquisa dos mitos nórdicos.
Específicos: estudo acadêmico dos mitos nórdicos; conhecimento teórico e metodológico para o graduando efetuar pesquisas nas fontes medievais; o conhecimento sistemático e panorâmico das principais tendências nas pesquisas sobre mitos escandinavos.


CRONOGRAMA:
Julho:
13 – Teoria do mito; metodologia em estudos mitológicos
20 – Escandinávia: geografia, história e sociedade no medievo
27 – Fontes da mitologia nórdica e intérpretes

Agosto
3 – Cosmogonia e cosmologia
10 - Odin
17 - Thor
24 – As deusas
31 - Balder

Setembro
14 – Loki (Leandro Vilar)
21 - Elfos, anões, gigantes
28 - Valquírias

Outubro
5 – Escatologia: o Ragnarok
26 – A caçada selvagem (Pablo Miranda)

Novembro
9 – Serpentes e dragões (Leandro Vilar)
16 - O seidr e o xamanismo (Pablo Miranda)


Fontes
ANÔNIMO. Edda Mayor, tradução de Luis Lerate. Madrid: Alianza Editorial, 2009. Tradução ao inglês de Lee Hollander, The Poetic Edda, Austin: University of Texas Press, 2008.
ANÔNIMO. Poesía antiguo-nórdica (antologia siglos IX-XII), tradução de Luis Lerate. Madrid: Alianza Editorial, 1993.
ANÔNIMO. Saga dos Volsungos, tradução de Theo Moosburger. São Paulo: Hedra, 2009. Tradução ao inglês de Jesse Byock, The saga of the Volsungs, New York: Penguin, 2000.
GRAMATICUS, Saxo. The history of the Danes, tradução de Peter Fisher. New York: D. S. Brewer, 2008.
STURLUSON, Snorri. La saga de los Ynglingos, tradução de Santiago Lluch. Madrid: Miraguano, 2012. Tradução ao inglês por Lee Hollander, The saga of Ynglings/Heimskringla, Austin: University of Texas Press, 2009.
STURLUSON, Snorri. Edda Menor, tradução de tradução de Luis Lerate. Madrid: Alianza Editorial, 2004. Tradução ao inglês por Jesse Byock, The Prose Edda, New York: Penguin, 2005.
TÁCITO. Germania, tradução de Beatriz Martinez. Madrid: Akal, 1999.

Tradutores da Edda Poética para o inglês disponíveis na web (recomendados): Lee Hollander; Henry Adams Bellows; Carolyne Larrington e Anthony Faulkes.
Tradutores da Edda em Prosa para o inglês disponíveis na web (recomendado): Jesse Byock.


Bibliografia Básica:
BERNÁRDEZ, Enrique. Los mitos germánicos. Madrid: Alianza Editorial, 2010.
BOYER, Régis. Herós et dieux du Nord: guide iconographique. Paris: Flammarion, 1997.
DAVIDSON, Hilda. Deuses e mitos do norte da Europa. São Paulo: Madras, 2004.
DAVIDSON, Hilda. Escandinávia. Lisboa: Editorial Verbo, 1987.
DUMÉZIL, Georges. Do mito ao romance. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
HARRIS, Joseph. Eddic Poetry. In: CLOVER, Carol & LIDOW, John (Eds). Old Norse-Icelandic Literature: a critical guide. London: University of Toronto Press, 2005, pp. 68-156.
LANGER, Johnni (Ed.). Dicionário de Mitologia Nórdica. São Paulo: Hedra, 2015.
LANGER, Johnni. Na trilha dos Vikings: estudos de religiosidade nórdica. João Pessoa: Editora da UFPB, 2015. Disponível em: https://www.academia.edu/12575618
LANGER, Johnni. Deuses, monstros, heróis: ensaios de mitologia e religião viking. Brasília: Editora da UNB, 2009.
LANGER, Johnni. Guia crítico da mitologia escandinava (fontes e bibliografia), 2008. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LINDOW, John. Mythology and mythography. In: CLOVER, Carol & LIDOW, John (Eds). Old Norse-Icelandic Literature: a critical guide. London: University of Toronto Press, 2005, pp. 21-67.
LINDOW, John. Norse mythology: a guide to the gods, heroes, rituals, and beliefes. Oxford: Oxford University Press, 2001.
PAGE, Raymond Ian. Mitos nórdicos. São Paulo: Centauro, 2009.
SIMEK, Rudolf. Dictionary of Northern Mythology. London: D.S. Brewer, 2007.


BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ABRAM, Christopher. Myths of the pagan North: the gods of the norsemen. London: Continuum, 2011.
ACKER, Paul & LARRINGTON, Caroline (Eds). The Poetic Edda: essays on Old Norse Mythology. New York: Routledge, 2002.
ANLEZARK, Daniel (Ed.). Myths, legends, and heroes: essays on Old Norse and Old English literature. Toronto: University of Toronto Press, 2011.
BOYER, Régis. La grande déesse du Nord. Paris: Berg International, 1995.
BOYER, Régis. Le monde du double: la magie chez les anciens Scandinaves. Paris: Berg International, 1986.
DAVIDSON, Hilda. The lost beliefs of Northern Europe. New York: Routledge, 2001.
DAVIDSON, Hilda. Roles of the Northern Goddess. London: Routledge, 1990.
DAVIDSON, Hilda. Myths and symbols in Pagan Europe: early Scandinavian and celtic religions. New York: Syracuse University Press, 1988.
DUMÉZIL, Georges. Mythes et dieux de la Scandinavie ancienne. Paris: Éditions Gallimard, 2000.
DUMÉZIL, Georges. Loki. Paris: Flammarion, 1986.
DUMÉZIL, Georges. El destino del guerrero: aspectos míticos de La función guerrera entre los indoeuropeos. Mexico: Siglo Veintiuno, 2003.
DUMÉZIL, Georges. Los dioses de los germanos: ensayo sobre la formación de La religión escandinava. Mexico: Siglo Veintiuno, 1990.
QUINN, Judy et ali (Eds). Learning and understanding in the Old Norse World. London: Brepols, 2007.
LANGER, Johnni. O zodíaco viking: reflexões sobre etnoastromia e mitologia escandinava. História, imagem e narrativas 16, 2013. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. Valquírias versus gigantas: modelos marciais na mitologia escandinava. Revista Brasileira de História das Religiões 13, 2012. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. A morte de Odin? As representações do Ragnarök na arte das Ilhas Britânicas (séc. X). Medievalista 11, 2012. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. Pagãos e cristãos na Escandinávia da Era Viking. Revista Brasileira de História das Religiões 4(10), 2011. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. O mito do dragão na Escandinávia, parte 2: As Eddas. Brathair 7(1), 2007. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. Mythica Scandia: repensando as fontes literárias da mitologia viking. Brathair 6 (2), 2006. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
LANGER, Johnni. As estelas de Gotland e as fonte iconográficas da mitologia viking. Brathair 6(1), 2006. http://ufpb.academia.edu/JohnniLanger
MCKINELL, John. Meeting the Other in Norse Myth and Legend. London: D.S. Brewer, 2005.
ROSS, Margaret Clunie. Prolonged Echoes: Old Norse Myths in Medieval Northern Society. Odense: Odense University Press, 1994.
ROSS, Margaret Clunie. Prolonged Echoes: The Reception of Norse Myths in Medieval Island. Odense: Odense University Press, 1998.

sábado, 25 de junho de 2016

NOVIDADES NA PROGRAMAÇÃO DO IV CEVE





NOVIDADES NA PROGRAMAÇÃO DO IV CEVE:

1. Debate: Desafios e experiências acadêmicas na Escandinávia
Com o prof. Dr. Hélio Pires (IEM: Instituto de Estudos Medievais, Lisboa/NEVE)

2. Oficina de ensino religioso aplicada à Escandinávia Medieval
Profa. Ma. Luciana de Campos (PPGL-UFPB/NEVE)
 

Programação completa: clique aqui.






sexta-feira, 17 de junho de 2016

NOVOS DOUTORANDOS EM TEMAS NÓRDICOS

Os estudos nórdicos brasileiros acabam de ganhar um novo incremento para o desenvolvimento da área. Os historiadores Leandro Vilar Oliveira e Pablo Gomes de Miranda acabam de serem aprovados para o Doutorado em Ciências das Religiões na UFPB (PPGCR), ambos com projeto relacionados com Escandinávia Medieval.  As duas pesquisas serão orientadas pelo professor Johnni Langer (UFPB/NEVE).




https://agbook.com.br/book/53308--Poder_e_Sociedade_na_Noruega_Medieval 

Pablo Gomes de Miranda é um dos criadores do grupo NEVE e desde a sua graduação em História vem desenvolvendo estudos nórdicos, especialmente os relacionados à Era Viking (o seu TCC foi transformado em livro: Poder e  sociedade na Noruega Medieval, foto). Durante o seu mestrado na UFRN investigou a espacialidade e a monarquia norueguesa.
O seu projeto de doutorado envolve tanto pesquisas sobre mitologia como religião no mundo escandinavo medieval: Mito e Rito na Europa Setentrional Pré-Cristã: investigando a Caçada Selvagem na poesia e prosa escandinava do séc. XII - XIV.

Resumo: O objetivo desse projeto é apontar os elementos necessários para a avaliação de um projeto a nível de Doutorado em Ciências das Religiões. O nosso interesse está em investigar um conjunto de mitos referentes a Europa setentrional e geralmente constituído por uma marcha ou uma procissão de seres fantásticos, liderados por alguma figura de grande importância política ou religiosa, sendo precedida por visões apavorantes e barulhos ensurdecedores. Os Einherjar são os guerreiros mortos em batalha e recebidos no pós-vida da mitologia escandinava pré-cristã, descritos fontes de naturezas diversas: poemas elegíacos, sagas islandesas e crônicas medievais escritos em um período longo e que, sem dúvida, sofreram diversas transformações. Tendo como fio condutor os poemas Helgakviða Hundingsbana I e II, além do poema Helgakviða Hjörvarðssona, propomos também indagar sobre a natureza desse conjunto de mitos acerca de um possível caráter ritualístico, ligado a dramatização de natureza xamânica.

Palavras-Chave: Caçada Selvagem; Einherjar; Literatura Medieval; Mitologia Nórdica.




O historiador Leandro Vilar Oliveira estuda a Mitologia Nórdica vários anos, tendo publicado diversos estudos sobre este tema em revistas acadêmicas. O seu projeto de doutorado envereda também para a relação entre mitos e ritos na Escandinávia Medieval: O simbolismo religioso da serpente na Escandinávia da Era Viking (séculos VIII-XI d.C.).
Tema: As diferentes variações simbólicas dadas à serpente na Escandinávia da Era Viking (VIII-XI), procurando analisar como tal animal foi interpretado ao longo daquele recorte temporal e sua importância e função na cultura, sociedade e religiosidade.
Objetivo principal: Compreender as diferentes interpretações simbólicas associadas à imagem da serpente em suas representações na cultura material do período viking, a fim de se analisar a função e papel desse animal na cultura, sociedade, religião e mitologia daqueles povos.
Objetivos secundários:
·         Identificar se o simbolismo da serpente foi na sua maioria autóctone ou teve grande influência externa.
·         Descobrir quais simbolismos associados às serpentes foi mais comum naquelas sociedades e cultura, e como sua gente se relacionava com tais significados.
·         Procurar analisar se o simbolismo da serpente teria apenas um viés mitológico, ou esteve associado também à religião e magia.

CURSO SOBRE RELIGIÃO NÓRDICA ANTIGA EM FLORIPA


MINICURSO: TEMAS DE RELIGIOSIDADE NÓRDICA PRÉ-CRISTÃ
II Simpósio Internacional da Associação Brasileira de História das Religiões, UFSC, 25 a 29 de julho.
 
Informações e inscrições clique aqui.
Coordenador 1: Johnni Langer, Pós-Doutor em História pela USP, professor permanente do Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da UFPB/NEVE
Coordenador 2: Munir Ayoub, Doutorando em Arqueologia pela USP/NEVE
Coordenador 3: Flávio Guadagnucci Palamin, Doutorando em História pela UEM/NEVE


Resumo: Os estudos envolvendo a Religiosidade Nórdica Antiga vem recebendo novas perspectivas, olhares diferenciados e estudos inovadores, especialmente em nosso país. O objetivo deste curso é apresentar ao grande público algumas das novidades conceituais e teóricas a respeito das crenças pré-cristãs na Escandinávia Medieval, dando especial ênfase às investigações da Arqueologia das Religiões e da História Cultural das Religiões. Nossas principais fontes a serem abordadas envolvem a cultura material das religiosidades politeístas e as fontes literárias da mitologia nórdica.


Palavras-chave: Religiosidade Nórdica; Escandinávia Medieval; Era Viking


Conteúdo programático:
- Primeiro dia: Simbolismos religiosos na cultura material – Arqueologia, iconografia e monumentos nórdicos do período das migrações ao final da Era Viking (Johnni Langer).
- Segundo dia: Sepultamentos e crenças na vida após a morte durante a Era Viking (Munir Ayoub).
- Terceiro dia: Fontes literárias da mitologia nórdica: compreendendo os mitos além das Eddas (Flávio Guadagnucci Palamin)
Bibliografia:
BARNES, Geraldine & ROSS, Margaret Clunie (Eds.). Old Norse Myths: literature and society. Sydney: Centre for Medieval Studies, 2000
DAVIDSON, Hilda. Myths and symbols in Pagan Europe: early scandinavian and celtic religion. Syracuse: Syracuse University Press, 1988.
GANSUM, Terje; OESTIGAARD, Terje. The ritual stratigraphy of monuments that matter. European Journal of Archaeology, v. 7, n. 1, p. 61-79, 2004.
JONES, Andrew. Memory and Material Culture. New York: Cambridge University Press, 2007.
LANGER, Johnni (Org.). Dicionário de Mitologia Nórdica. São Paulo: Hedra, 2015.
LANGER, Johnni. Arqueologia da religião nórdica na Era Viking, Signum 16(1), 2015, pp. 4-27.
LANGER, Johnni. Símbolos religiosos dos vikings: guia iconográfico. História, Imagem e Narrativas 11, 2010, pp. 1-28.
LINDOW, John. Norse Mythology: A Guide to the Gods, Heroes, Rituals, and Beliefs. New York: Oxford University Press, 2002.

McTURK, Rory, (Org.). A Companion to Old Norse-Icelandic Literature and Culture. Oxford: Blackwell Publishing, 2005.
PRICE, Neil. Mythic Acts: Material Narratives of the Dead in Viking Age Scandinavia. In: RAUDVERE, Catharina; SCHJODT, Jens Peter. (Eds.). More Than Mythology. Narratives, Ritual Practices and Regional Distribution in Pre-Christian Scandinavian Religions. Lund: Nordic Academic Press, 2012, pp. 13-46.
ROSS, Margaret Clunies (organizadora). Old Icelandic Literature and Society. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.
SKRE, Dagfinn. Kaupang in Skiringssal: Kaupang Excavation Project Publication Series. Aarhus: Aarhus University Press, 2007. v. 1.






quinta-feira, 2 de junho de 2016

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O IV CEVE!


IV COLÓQUIO DE ESTUDOS VIKINGS E ESCANDINAVOS

Inscrições abertas para apresentações de comunicações, pôsteres, minicursos e ouvintes.

Inscrições para comunicações orais até o dia 15 de agosto

UFPB, 19 a 21 DE OUTUBRO DE 2016