O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado ao The Northern Women’s Art Collaborative (Universidade de Brown, EUA) e
à ABHR (Associação Brasileira de História das Religiões). Vinculado ao Programa de Pós Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. Registrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br


sábado, 16 de julho de 2016

GT: MITOS E POLITEÍSMOS DA EUROPA ANTIGA E MEDIEVAL, UFSC




LOCAL, HORÁRIO E COMUNICAÇÕES DO GT 39: MITOS E POLITEÍSMOS DA EUROPA ANTIGA E MEDIEVAL
II SIMPÓSIO INTERNACIONAL/XV NACIONAL DA ABHR
 
26, 27 e 28 de julho, Sala 243 do CCE, UFSC
Horário: 09h30 às 12h30


Coordenação
Prof. Dr. Johnni Langer (UFPB/NEVE/ABHR/VIVARIUM)
Mestra Luciana de Campos (PPGL-UFPB/NEVE/ABHR)
Comentários
PhD João Lupi, UFSC


COMUNICAÇÕES:
Dia 26/07/16
- Hibridismo cultural no arenito de Kilpeck: relações entre a cultura celta e cristã na iconografia da Igreja de St. David e St. Mary, século XII.
Amanda Basilio Santos

- A Concepção Escatológica na Religiosidade Nórdica Pré-Cristã e Cristã do Século X: Um
Estudo Comparativo.
Angela Albuquerque de Oliveira

- Pensamento religioso e produção de sentido no século XVI.
Bruna Corrêa Assis

- O Bestiário Medieval: animais fantásticos das culturas pré-cristãs e a sua ressignificação no Ocidente Latino.
Bruno Ercole

- As raízes do imaginário: o Diabo na sociedade católica européia no século XV.
Crislayne Fátima dos Anjos


Dia 27/07/16
- O Simbolismo da Lança na Religiosidade Viking.
Flávio Guadagnucci Palamin

- O “Paradigma de Yates”: o desenvolvimento da esoterologia segundo Wouter J. Hanegraaff.
Humberto Miranda de Campos

- Alimentação e comensalidade em “O Banquete de Trimalchião”: a reverência aos deuses, aos mitos e à arte culinária.
Isabella Magalhães Callia

- Thor, Perkunos e Horagales: comparando as deidades européias do trovão.
Johnni Langer

- Da terra nascem as deusas: breve análise dos mitos de deusas europeias da fertilidade.
Luciana de Campos


Dia 28/07/16
- O mundo nilótico celebra Bastet: uma festa para sua deusa.
Maura Regina Petruski

- A figura do ferreiro nos mitos nórdicos.
Munir Lutfe Ayoub

- Representações da Caçada Selvagem na Mitologia Escandinava: considerações
metodológicas.
Pablo Gomes de Miranda

- Entre nornas e valquírias: O simbolismo do cisne na Religiosidade Nórdica Pré-Cristã.
Ricardo Wagner Menezes de Oliveira



Resumo: O GT tem como principal objetivo o estudo e a discussão das religiosidades europeias
de base politeísta, tanto na Antiguidade quanto na Idade Média. O GT contemplará pesquisas
sobre mitos, ritos e crenças dos povos germano-escandinavos (nórdicos), celtas, eslavos,
bálticos e greco-romanos. Também serão aceitas propostas que vislumbrem os símbolos,
folclores ou reminiscências politeístas na mitologia cristã e no imaginário medieval (dentro do
modelo instaurado por Jacques Le Goff e Hilário Franco Júnior). Apesar de serem tradições
culturais extremamente importantes para se entender o dinamismo da religiosidade do
Ocidente medieval e moderno, elas ainda são pouco estudadas em nosso país, o que justifica
a realização deste GT. As contribuições podem abarcar temáticas de teoria do mito, História
Cultural das Religiões, Arqueologia das Religiões e imaginário social. As fontes e temas podem
envolver cultura material, literatura, crônicas históricas e abordagens comparativas.

terça-feira, 12 de julho de 2016

NEVE EM MESA REDONDA NA UFSC

O NEVE participará de mesa redonda durante o evento da ABHR, em Florianópolis:

MR 8 – História das Religiões e Religiosidades:
perspectivas plurais, 26 de julho, às 14h, no Templo Ecumênico, UFSC.
Coordenação: Prof. Dr. Leandro Faria de Souza, PUC/SP
 
Resumo da mesa: Os estudos das diversas manifestações religiosas nas áreas que compõem as ciências sociais vêm, ao longo das décadas, transformando o entendimento de como essas    manifestações
influenciaram e ainda influenciam o Brasil. Os estudos sobre temas ligados às religiões
crescem nas diversas áreas, notadamente na área de História. A proposta dessa MR é
apresentar diferentes perspectivas analíticas dentro do âmbito da História das Religiões.

Participantes da mesa:
1. Profa. Dra. Gabriela Scartascini Spadaro - América Latina, território Guadalupe. Um olhar sobre a transição para o século XXI
 
2. Profa. Dra. Gizele Zanotto - “Guiados pela fé em São Miguel”: uma imagem, uma romaria, um patrimônio
 
3. Prof. Dr. Johnni Langer (NEVE) - O comparativismo na História das religiões nórdicas
 
4. Profa. Dra. Maria Cristina Pompa - História das Religiões e Antropologia: a contribuição da Escola Histórico-Religiosa italiana


Resumo: O comparativismo na História das religiões nórdicas
Desde o início das investigações envolvendo as religiosidade nórdicas,
ainda durante o século XIX, o método comparado foi um dos
instrumentos mais utilizados. Com a chegada do novo século, vários
historiadores das religiões continuaram a utilizar o método comparado,
aplicado com perspectivas fenomenológicas para entender
especialmente a mitologia nórdica, como Eliade, Jung, Campbell, entre outros. A partir dos
anos 1970, essa metodologia foi duramente criticada, especialmente por estudiosos
envolvidos com a perspectiva culturalista e pela história cultural. A área escandinava era
entendida dentro de suas próprias problemáticas e especificidades temporais e geográficas.
Mais recentemente, o método comparado voltou a ser utilizado, em novos parâmetros. Nosso
intento é realizar uma discussão historiográfica deste método na História das Religiões,
especialmente dentro dos estudos comparativos entre a área nórdica e a circumpolar/báltica.

domingo, 3 de julho de 2016

RESENHA DO LIVRO O ÚLTIMO REINO DE BERNARD CORNWELL


Resenha historiográfica do livro "O último Reino", primeiro volume da série Crônicas Saxônicas, de Bernard Cornwell, publicado na revista História, Imagem e Narrativas n. 4, 2007.

Disponível aqui: clique.






sexta-feira, 1 de julho de 2016

ETNOBOTÂNICA MEDIEVAL (INCLUINDO ERA VIKING): ENTREVISTA COM LUCIANA DE CAMPOS



ETNOBOTÂNICA MEDIEVAL (INCLUINDO ESCANDINÁVIA DA ERA VIKING): ENTREVISTA COM LUCIANA DE CAMPOS, 
realizada pelo projeto de Etnobotânica do curso de Ciências Biológicas da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP de Ribeirão Preto/SP.
Para acessar a entrevista: clique aqui.