O grupo interinstitucional NEVE tem como principal objetivo o estudo e a divulgação da História e cultura da Escandinávia Medieval, em especial da Era Viking, por meio de reuniões, organização de eventos, publicações e divulgações em periódicos e internet. Conta com a colaboração de professores, pós-graduandos e graduandos de diversas universidades brasileiras, além de colaboradores estrangeiros. Filiado à ABHR, VIVARIUM e ABREM. Registrado no CNPQ. Contato: neveufpb@yahoo.com.br

quinta-feira, 1 de junho de 2017

NEVE completa sete anos divulgando a Escandinavística

 
 
O Núcleo de Estudos vikings e Escandinavos (NEVE) está completando sete anos de existência. Durante este período, o grupo contribuiu pra o avanço das pesquisas de Escandinavística no Brasil, permitindo que os estudos nórdicos tenham mais espaço e repercussão na academia.
O blog do NEVE conta com quase 400 mil acessos, um feito considerável em se tratando de um espaço virtual realizado por acadêmicos.
A conta do NEVE no Academia.Edu está atualmente com 33 mil visualizações e disponibiliza arquivos de periódicos, caderno de resumos e outros materiais para pesquisa.
O boletim Notícias Asgardianas (atualmente contando com 11 edições) já contabiliza 3.000 acessos.
A página do NEVE no facebook conta com 8.237 curtidas, enquanto que o grupo do facebook soma 9.902 membros.
 
 
DEPOIMENTOS SOBRE O NEVE POR ACADÊMICOS BRASILEIROS
 
"O vertiginoso crescimento, nas últimas décadas, dos estudos medievais no Brasil é fruto, entre outros aspectos, dos esforços e da dedicação de estudantes e de profissionais de diversas regiões do país, que se congregam em laboratórios e núcleos de pesquisas diversos votados à pesquisa e à divulgação do conhecimento daquela ´fatia de duração do tempo´ entre nós. Como membro de um deles, o Translatio Studii, gostaria de congratular-me aqui com o Prof. Johnni e com todos os membros que fazem, cotidianamente, o NEVE, grandes responsáveis pela promoção dos estudos das sociedades medievais escandinavas em nosso país. Coube ao NEVE, podemos afirmar, sem lugar à dúvida, fazer aportar em plagas brasileiras a vigorosa experiência histórica das sociedades nórdicas medievais, agora com registros inequívocos, de forma perene e, faço votos, na mais longa e efetiva duração!"
Prof. Dr. Mário Jorge da Motta Bastos - Niterói - UFF

"O trabalho realizado pelo NEVE em prol do conhecimento, análise e difusão dos saberes sobre as sociedades e a história dos nórdicos refletem uma faceta pouco conhecida dos estudos medievais, que começou a ser iluminada há alguns anos atrás e é digna de menção e elogio. Auguramos a sequencia e a manutenção dos resultados e do sucesso que este grupo amealhou nos seus anos de existência."
Prof. Dr. Sergio Alberto Feldman - Vitória - UFES

"Parabéns ao NEVE pela sua existência. Sob a coordenação do Prof. Dr. Johnni Langer (UFPB) consolida-se um espaço institucional acadêmico destinado aos estudos nórdicos e escandinavos , fruto de longo e árduo trabalho empreendido pelo referido pesquisador. Publicações, eventos e blog são ferramentas mais que úteis para a divulgação da contribuição ímpar daquelas culturas. Que o prof. Johnni e os estudiosos ao seu redor ampliem ainda mais a sua esfera de atuação – queiram os deuses de Asgard!"
Prof. Dr. Álvaro Bragança Júnior - Rio de Janeiro - UFRJ

"O NEVE representa para mim uma oportunidade única no Brasil de estimular não somente os estudos sobre os vikings mas sobre o mundo germânico antigo e medieval. Um local para se trocar ideias de maneira completamente diversa a que estamos acostumados na vida acadêmica, e onde o conhecimento é verdadeiramente construído com a contribuição do grupo. Assim, deixa uma marca indelével em quem participa de suas reuniões e eventos. Deixa também marcas importantes na pesquisa e alcança um lugar merecido no panorama acadêmico nacional, finalmente colocando os estudos germano-escandinavos em pauta. Parabéns NEVE."

Prof. Ms. Sandro Teixeira Moita - Escola de Comando e Estado Maior-do Exército (ECEME)/NEVE


 
"Por ocasião do comparecimento em um evento de História Antiga e Medieval, recebi pessoalmente do prof. Dr. Johnni Langer o convite para ingressar em um núcleo de estudos que estava sendo formado. A proposta era congregar os profissionais brasileiros que se dedicavam seu tempo de pesquisa integralmente aos estudos da Escandinávia Medieval, com foco na Era Viking. É necessário entender que o panorama da Escandinavística no Brasil não era favorável: o Núcleo de Estudos Vikings e Escandinavos, com o agradável acrônimo NEVE, representou antes de tudo uma acolhedora perspectiva para jovens pesquisadores ávidos por novos espaços na historiografia medieval brasileira. Apesar de contarmos com o apoio de vários companheiros de áreas afins, o grupo era formado praticamente por recém graduados e mestrandos guiados pelo professor Langer. Apesar de cada membro do NEVE ter sua carga própria de publicações, o núcleo tem vivido sob um compromisso de camaradagem ímpar, sempre demonstrado pela convivência afetuosa nas redes sociais, trocas de correspondências eletrônicas e dos encontros em eventos acadêmicos. Cinco anos se passaram e algumas conquistas devem ser celebradas: o Notícias Asgardianas, nosso principal meio de manifestação, ruma para sua décima segunda edição, além de livros e artigos com as pesquisa de seus membros que estão no prelo. Ainda mais, o Dicionário de Mitologia Nórdica é um sucesso absoluto, com ampla aceitação dentro e fora do meio acadêmico e é nesse sentido que ficam aqui meus votos para que o NEVE continue pavimentando seus rumos com discussões instigantes, descontinando os fiordes do conhecimento histórico para os leigos e os amigos pesquisadores."

Prof. Ms. Pablo Gomes de Miranda, doutorando em Ciências das Religiões pela UFPB, membro do NEVE.
 
 
"Nestes sete anos anos de NEVE devo começar minhas homenagens por agradecer a oportunidade de fazer parte deste grupo que com suas publicações e eventos continua a engrandecer os estudos Vikings e escandinavos no Brasil fazendo com que áreas ainda pouco exploradas se tornassem presentes na academia. Quero também deixar claro minha profunda admiração a todos que tomam parte desta tão árdua batalha que os escandinavistas brasileiros estão superando, podendo salientar a publicação do Dicionário de Mitologia Nórdica mais uma batalha foi vencida de muitas que ainda estão por vir. Vislumbrando assim as dificuldades e batalhas que ainda teremos que passar, quero por fim ressaltar a lealdade que os acadêmicos deste grupo apresentam entre eles, aspecto raro na academia brasileira, pedindo assim que nunca permitam que o ego os suba a cabeça em momento nenhum e que nunca se julguem maiores ou melhores do que ninguém porque é o fato de nos mantermos leais a nossos princípios e de não nos engrandecermos em particular e sim em quanto a grupo que nos trouxe tão longe e que pode nos levar ainda mais nestas constantes batalhas pessoais que todos estamos submetidos na academia Brasileira."

Munir Lutfe Ayoub, doutorando em Arqueologia pela USP, membro do NEVE.